domingo, 7 de dezembro de 2008

Aniversário de Clóvis



8 de dezembro, dia de Nossa senhora da Conceição, Clóvis sai das ladeiras de Olinda correndo até o morro da Conceição no Recife, ora, agradeçe a vida e volta para festejar com familiares e amigos...


5 comentários:

Isabel.oliveira disse...

Antes de tudo nunca é tarde para desejar muitos anos de vida e depois, ler sua história me fez voltar aos tempos de criança nascida e criada em um engenho de cana-de-açúcar, foram tempos maravilhosos que não voltam mais... mas que ficam registrados para sempre em nossa memória...
Feliz Natal para você e sua família e um ano novo cheio de saúde e paz!!!!

hilmar_ilton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hilmar_ilton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hilmar_ilton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hilmar_ilton disse...

"Meu tempo é feito de amizades
que não têm fronteiras
e se expandem infinitamente
em todas as direções
e por todas as eras" (Clóvis Cavalcanti).

Fui amigo e colega de Clóvis numa dessas eras, nos 1960. Freqüentávamos a velha Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade (do Recife ou Fed de Pe?), na Rua do Hospício. Vivíamos a Aurora dos nossos 18, 19, 20 anos. Claro, tinhamos Boa Vista. Estivemos juntos, selecionados entre os estudantes, na SUDENE do início, de Celso Furtado,Prof.Vasconcelos, Naílton(irmão do Milton)Santos e tantos mais. No Valeroso O Recife de então, das novidades de Chá Preto, Pente; dos "shows" de Lolita na ponte Duarte Coelho; de Traçaia, no Sport.
Logo divergimos por outras direções, e convergimos e divergimos a intervalos de tempo aleatórios.

Clóvis, desde então, já era esta Pessoa e este Intelectual. Congruente com o entorno, com a Imperatriz, com o Imperador, com o Príncipe, com o Sossego, com a Harmonia; com o Treze de Maio; não sei se se ajustava ao Corredor do Bispo, pois não capto esta mensagem.
A maioria da turma procurava aprender inglês, Clóvis já lia em alemão.Podia, pois filosofar, sem, nem por isto, nunca deixar de ser da turma.

Sua obra hoje é um exemplo pra todos nós.

Tive a alegria de viver esses tempos e essas amizades, nesse espaço em expansão e contração.
Por sobre fronteiras, eras, dimensões e áreas.

Este texto substitue o anterior, apagado.